Psicanálise (pub)

Como evitar o stress.

Profª Marcia Regina Mendes Silva

Inicio de ano, se ao final do ano passado você sentiu-se cheio de compromissos, exausto e sob distress, sempre tentando fazer alguma coisa, esse artigo pode lhe ajudar.

1. Estabeleça metas: Lembre-se constantemente de suas metas pessoais, ELAS são sua prioridades, faça uma lista, um quadro dos sonhos e reveja-as sempre.

2. Tenha uma vida espiritual: Separe tempo para a contemplação, meditação ou oração. Almas que sublimam, que se relacionam com o Sagrado de alguma forma tem mais resiliência para lidar com os problemas.

3. Eleja prioridades: Resolva os problemas conforme forem acontecendo ou por prioridades, organize-se. A maior parte d distress é fruto da desorganização pessoal e profissional.

4. Lazer: Descanso ou lazer não é artigo de luxo. Arranje tempo diariamente para “clarear” as ideias… utilize alguns minutos antes de dormir para clarear as ideias e reduzir a pressão.

5. Faça terapia ou life coaching: higiene mental é fundamental para entendermos nosso papel de protagonistas das nossas vidas. Um profissional preparado o auxiliará a expandir sua capacidade de lidar com qualquer situação.

Logo, não seja escravo da sua rotina, faça sua rotina trabalhar por você. Não carregue pesos que não lhe pertencem, ou você se arrisca a perder algo muito valioso: SEU TEMPO, SUA VIDA!

Paz E Bem!

icon-academia

Em busca de proteção inconsciente.

Profª Marcia Regina Mendes Silva¹

A presença da angústia e do sofrimento humano em nossas vidas é sentida quase sempre como uma profunda experiência de abandono, indigência e incompreensão.
Não é à toa que no que tange o processo analítico, um dos mais frequentes desejos inconscientes ( e ouso dizer até mesmo consciente) é de sermos acolhidos.
Acolher vem do latim, ACOLLIGERE, isto é: de AD, “a”, mais COLLIGERE, “reunir, juntar”, este formado por COM, “junto”, mais LEGERE, “reunir, coletar, recolher”.
Assim, a acolhida terapêutica vai a raiz da palavra, pois recolhe, coleta, leva em consideração. A acolhida terapêutica, é portanto, uma proteção, uma benção inconsciente.
O Profº Dr. Pe. Léo Pessini, nos relembra uma antiga benção céltica:
” Que o sol brilhe em sua face, que a chuva de outono caia gentilmente sobre os campos, que uma brisa mansa esteja sempre as suas costas e que possamos estar protegidos no céu, meia hora antes que o demônio descubra que partimos dessa terra.”
Um luminoso e abençoado processo analítico a todos!
¹. A Profª Marcia Regina Mendes Silva é psicanalista, filósofa e teóloga.
Atende e leciona em diversos cursos da Kadmon Sbpc.

icon-academia

O amargo culpa a todos!

Profª Marcia Regina Mendes Silva¹

O amargo é uma eterna vítima, o amargo é um ingrato com o próprio Criador porque não vê a vida como dádiva!

O amargo odeia as pessoas felizes e as culpa pela felicidade delas e por sua própria infelicidade. O amargo é um cego seletivo, porque dentre todas as bênçãos da vida ela foca na desgraça.

O amargo murmura, o amargo não conhece a melodia do louvor sincero, o silêncio da paz, a alegria da bondade!

A bondade liberta o humano da opressão, da própria opressão!

Hoje é tempo de libertar-se…hoje é tempo de fugir de sua prisão, prisão construída por você, mantida por você, vigiado por você!

Feche seus olhos, abra uma tela mental e imagine-se, veja, sinta-se no momento do seu parto! Pegue aquele bebê no colo, acalente-o e dê-lhe de presente uma vida, uma vida livre, livre dos vitimismos, de-lhe de presente uma vida plena!

¹. A Profª Marcia Regina Mendes Silva é psicanalista, filósofa e teóloga.
Atende e leciona em diversos cursos da Kadmon Sbpc.